domingo, 25 de fevereiro de 2007

Vergonha os Comandos com a Casa às Costas


Uma GRANDE vergonha. temos que andar com a casa às costas.
Eu em 1990/92 vi como o ministro da altura ( Fernando Nogueira ) fez tudo o possível para acabar com a especialidade 959 - Comando. Visitava Lamego, Aveiro e Coina com bastante assiduidade e aos Comandos foi a um Orion/90 que fiz tudo por minar… Os brigadeiros bem se podiam queixar não dormiu ninguém, ora bem… guerrilha era assim.
Depois era o Letria na TV2 com programas da treta a dizer que morriam instruendos como se aquilo fosse uma chacina de noviços que iam para os Comandos servir de instrumento de tortura, imagens foram divulgadas ( onde apareci ) e que me deixaram nauseabundo e revoltado com a resposta da sociedade à nossa formação cívica e militar.
Nunca um politico defendeu a tropa Comando nem nenhuma chefia militar, e olhem que havia Comandos de responsabilidade na hierarquia militar da altura ( basta ver os organigramas da altura).
Vieram com a camuflada especialidade da BAI - que assumidamente terminou com uma tropa que incomoda e que não alinhava pelo espírito de deixar andar dos constantes ministros da defesa que não tem formação militar e que este país continua a promover.
Depois como as tropas especiais estavam a dar barraca lá promoveram a reabertura da especialidade Comando na Carregueira que justamente construíram e trilharam um caminho difícil e de grande valor.
Depois como cresceram na importância estratégica do exercito português, foram enviados para Mafra como se fosse um passo importante.... apenas areia para os nossos olhos, meus camaradas.
Agora que querem? Os Comandos não podem aceitar tudo o que lhes impõem, a nossa participação na sociedade portuguesa é de qualidade, portanto merecemos a mesma resposta das chefias.
Proponho Santa Margarida, é o local mais adequado a uma tropa deste calibre, geograficamente bem localizada e com condições de expansão. A Amadora embora me tenha dado grandes momentos, considero não ser a melhor opção, muito perto da cidade e com necessidade de optar para exercícios específicos por deslocações a Montargil, Pampilhosa, castelo Branco, etc.
Pelo amor à Pátria, não aceitem qualquer solução, lutem pela mais digna...
Mama Sume

1 comentário:

MRelvas disse...

De acordo Paulo, os Comandos merecem uma UNIDADE digna, na sua vivência diária e com um centro de instrucção capaz!

Abraços
MR