terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Que a Sorte Proteja os Audazes


Seguiram esta terça-feira para o Afeganistão 115 militares portugueses que vão render o contingente nacional estacionado em Cabul. Uma partida no dia em que se registou mais um atentado no território.


Os familiares bem tentaram esconder o medo e o desespero na hora da despedida, mas as notícias que chegam do Afeganistão apertam o coração de quem fica. Há atentados recentes e um rasto de morte no território.


Notícias que deixam ainda mais preocupada uma mãe que vê partir o mesmo filho pela terceira vez, para o mesmo sítio. Sentiu-se isso das palavras quebradas pela mágoa da partida do filho ( Ricardo Gomes ).


O apoio da família vai ser fundamental para os militares portugueses durante os dias difíceis que se aproximam. Esta terça-feira partiram 115 num total de 162 militares que vão estar seis meses em Cabul.


Os elementos da Força Aérea mantêm-se mas os comandos vão para o lugar dos paraquedistas. Muda a cor da boina, mas não se altera o tipo de missão


Trata-se de uma operação com risco elevado, conforme disse o Capitão (quase graduado em Major ) Grilo, que vai encontrar no local o TC Amorim, que decerto preparou a chegada dos nossos camaradas, e é a certeza desse risco que tira a tranquilidade a quem fica, os familiares, que adiaram as despedidas até ao limite.


Mama Sume a todos e que a sorte proteja os audazes....

1 comentário:

MRelvas disse...

Que a SORTE esteja com os nossos camaradas, pois AUDÁCIA não lhes faltará!

Abraços
MR