sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

A1 versus Portugal

Esta semana por motivos laborais tive que novamente fazer a A1 Lisboa-Porto-Lisboa.
Verdadeiramente incrivel. Mais de 50 kms em obras e reparações e alargamentos... mas pagamos como se tivessemos utilizados a totalidade dos troços como uma verdadeira auto-estrada.

Faz-me lembrar o país, entramos numa velocidade cruzeiro, mas depois temos que abrandar, e depois retomamos a velocidade e depois voltamos a abrandar... mas pagamos impostos como se fossemos sempre a uma velocidade máxima.

Que tal se colocássemos profissionais de gestão à frente deste país? Assim podia ser que podessemos ser pares entre iguais, e não o somos definitivamente....

1 comentário:

Mário Relvas disse...

É assim por todo o lado caro Paulo Garcia.
Ainda não há muito tempo estive parado na A3 meia hora...estavam em obras.Pagámos o mesmo e nem um aviso havia na entrada da auto-estrada...

E depois falam em Direitos Humanos...
Aqui te deixo este reacdo:

DIREITOS DOS AUTISTAS


In DM 3DEZ06
Clique na imagem para ler
Esta cimeira UE/África foi muito importante para o mundo. Também tem que merecer uma reflexão para os cidadãos diferentes e famílias deste país. Os Direitos Humanos foram constantemente referidos por governantes, sobejamente repetido por José Sócrates, Primeiro-Ministro de Portugal.
É hora de se lembrarem e concretizarem, o mais possível, os direitos das pessoas com Autismo, devidamente consignados como Carta para as Pessoas com Autismo, adoptada sob forma de Declaração escrita, em 9 de Maio de 1996, pelo Parlamento Europeu.
Não sou muito a favor de abaixo-assinados, pouco resolvem, estão banalizados... Mas espero que os responsáveis governativos tomem um rumo nesta matéria, urgentemente, caso contrário, nós pais, os que não estamos encostados a nada, para lá da consciência de cidadãos e de pais de autistas, teremos que lutar por eles, de outra forma, demonstrando o teatro que se faz e vive em Portugal, nesta matéria, por aí...e por aqui!
Abraço